Avenidas

 

 

 

Em que noite te escondes

Em que ruas se cruzaram os meus olhos com os teus

Por que ventos respondes

E pressinto no silêncio a tristeza de um adeus

 

 

Por que ainda me lembro

Das luzes de Dezembro

O calor das avenidas

Um inverno em nossas vidas

 

 

Por que céus e oceanos

Hei-de lembrar o teu corpo, uma ilha que me acolheu

E quem sabe quantos anos

Vão passar até que a gente veja ao espelho o que perdeu

 

 

De que sombras, de que medos

De que mágoas e segredos

Se perderam nossas vidas por aí

Por que ainda me lembro

Dos beijos de Dezembro

Meu bem, o que é feito de ti?

 

 

Letra e Música: Marco Oliveira

2014 JamSession © All rights reserved.